19 de out de 2008

Voz ativa

"Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu. A gente estancou de repente ou foi o mundo então que cresceu. A gente quer ter voz ativa, no nosso destino mandar. Mas eis que chega a roda-viva e carrega o destino pra lá."

Às vezes a impressão é de que meu o mundo não é mais o mesmo. Parece que nem as vontades são próprias ou controláveis. Parece que há momentos que existe alguém querendo manipular meus atos e até minhas gentilezas. Uma força maior.
Não queiram me "marionetar". Quando me sinto a vontade, eu ajo, sem precisar de terceiros.
Eu quero ser dona de mim, do meu mundo, dos meus anseios. Dona do meu tempo...

Nenhum comentário: