13 de set de 2008

Cai reboco

Todo dia meu rosto está despelando ao entrar em contato com a temperatura baixa - não sei ao certo se é por conta do frio, mas é o que venho constatando. Detalhe: a sala é um gelo!
Me informaram que é normal e é a fase inicial (passarei mais, no MÁXIMO, 1 mês com essa reação).
Só que todo dia eu reclamava, ficava puta da vida! Me sentia uma parede com pintura velha, que vai caindo a tinta depois de um tempo... Hidratava e de nada adiantava.
Agora, passei a gostar disto. Me sinto como se tivesse renovando. Aquele reboco velho indo embora. Vou ficar bem, glamourosa, olhando pra frente e ainda me apoderando do "impinar o nariz". Sem medo. Passo a gostar ainda mais, quando vejo que alguns, como diria minha amiga Jessica, "abortos vivos" zombam disso. Eles não sabem o motivo daquilo e nem sabem que eu estou adorando. Afetou já... E muito. Mas foi até agora, juro, nesse minuto. Não afeta mais.

O remédio que estou tomando é forte, agressivo. Agride já, para um efeito milagroso no pós. Mas encantador, de uma índole "imparmente" ímpar. Um amor de "pessoa", que vai estar comigo durante sete meses.
Obrigada, meu messias!

Nenhum comentário: