1 de set de 2008

E como eu fico?

Estou no meio de um dilema entre duas pessoas essenciais. Eu queria poder fazer mais, queria poder ser neutra. Queria ajudar, desajudando; influenciar no que não flui mais. Às vezes, eu acabo pensando até que estou por destruir o já destruído. O quê?! É. Como se eu tivesse atrapalhando o que já está atrapalhado há anos.

O que era, sutilmente, complicado por aqui, já não é nada.
A esperança prevalecia. É ruim quando se tem, finalmente, os pés no chão diante de uma coisa que você mantinha inabalável.

A visão dos meus heroes está ficando pra trás.

Nenhum comentário: