23 de ago de 2008

(Nem) tudo são flores

Estive meio pra baixo esses dias. Deve ser a provinha chegando ou até umas faltas que precisam ser supridas. Coisas minhas mesmo, sabe? Não vêm ao caso (hoje)!
MAAAS, nada que um bom salão não resolva - ou quase resolva. Podem me chamar de fútil (longe de mim, foi só de momento), mas eu me sinto tão poderosa depois de pintar as unhas de vermelho. Ainda mais quando tem uma mulher do meu lado olhando o tempo todo - ela pretendia pintar de vermelho, mas a manicure sugeriu uma cor clara, já que quase não lhe havia unhas.
Sangue frio? Não, não. Quer dizer... Talvez! Mas, ah, peraí... Às vezes acontece! E vocês, mulheres, entendem e não podem me julgar!
E sabem do que mais? Ficamos lindas para nos exibir entre nós, porque se fôssemos depender dos não-observadores homens (salve exceções) estaríamos na... Vocês sabem!

Enfim, estou ótima! Fora uma otária que chegou por aqui: enxaqueca. Só que nem ela vai abalar a minha beleza e o meu momentâneo instinto poderoso! Hahaha

2 comentários:

AtrásdaPorta disse...

Não há futilidade alguma em uma mulher gostar de ir pra um salão se produzir e ficar mais bonita.
E nós homens (pelo menos eu) somos muito observadores nesse sentido sim!
Melhoras para você!

Marcelo Martins disse...

É...Vocês ainda tem esse subterfúgio de se embelezar,rs.
Isso deve fazer muito bem para a auto-estima né...
Acho um barato essa preocup~ção de vocês meninas.

Beijinhos